Há eficácia de produtos naturais na estética?
Há eficácia de produtos naturais na estética?
Posted by

Há eficácia de produtos naturais na estética?

 

 

Quando o cliente se sente exclusivo, ele volta e ainda recomenda o profissional ou o estabelecimento.

Quando falamos de produtos naturais, nós, profissionais, já pensamos: lá vem a receita da vovó, mas, muitas vezes, não precisa ser assim. Podemos, hoje, reduzir nossos custos e termos resultados melhores dentro da cabine de estética.

Alguns devem se perguntar: Como podemos fazer isso com o advento de tanta tecnologia? Vamos ter de retroceder no tempo?

Claro que não, mas podemos conciliar toda essa tecnologia que temos hoje em dia. Vi uma reportagem, um dia desses, dizendo que o índice de morte por estresse tem aumentando demais. Como podemos, utilizando esses produtos naturais, oferecer um atendimento diferenciado, buscando o  bem-estar junto da natureza, que hoje com a vida agitada a cliente não consegue ter acesso constante?

Simples: monte um dia de SPA Day somente com produtos alternativos. Por exemplo: uma drenagem linfática usando uma combinação de óleos essenciais para ativar a circulação pode ser uma boa opção.

Ou uma massagem facial usando um óleo de cipreste para uma pele oleosa, o que terá um efeito maravilhoso. Você ainda poderá acrescentar óleo de lavanda, ou finalizar o seu atendimento com esse produto.

Hoje, tenho algumas alunas que reclamam que não conseguem fidelizar seus clientes. O que será que está errado? Produto? Técnica?Atendimento?

Faça uma análise.

Atualmente, gastamos para oferecer um atendimento diferenciado, mas não é preferível gastar para manter a ter de conquistar um novo cliente? Pois quando o cliente se sente exclusivo, ele volta e ainda recomenda o profissional ou o estabelecimento. Mas onde entram os produtos que citei?

Podem entrar desde o início do atendimento, na recepção, e durante o serviço executado.

Quando sua cliente entra para seu atendimento, importante saber o que ela vai fazer dentro da sua cabine. Digamos que ela fará uma massagem mais revigorante, como a modeladora, podemos oferecer um chá para confortar essa cliente, pois ela vem para uma massagem que pode ter um certo estresse, afinal, quem é que gosta de sentir dor? Esse chá pode ser de gengibre ou cravo, que aumentam a circulação periférica.

Se ela for receber uma massagem relaxante ou tipos de massagens que normalmente a pessoa vem para se desligar do mundo, indico um chá também mais relaxante, como a camomila, o capim-limão ou a laranja.

Prepare sempre o ambiente de acordo com as necessidades de sua cliente.

Se pararmos para pensar, tudo (ou a grande maioria) o que utilizamos nos produtos industrializados vem de fonte natural. Se você vai tratar um pós-operatório, por exemplo, quando liberado o uso do creme, deve utilizar arnica, centella asiática, entre outros princípios. E até mesmo as empresas cosméticas estão desenvolvendo os produtos com menos metilparabeno, pois hoje busca-se sempre em um mundo mais limpo e a utilização menor de óleos minerais, já que esses produtos impedem a absorção completa pela pele de seus princípios ativos (que a grande maioria é natural).

Falando um pouco de massagem holística, que se utiliza muito mais dos produtos naturais, hoje vem crescendo a quantidade de profissionais que estão atuando nessa área, seja dentro de uma clinica estética, salões de beleza ou até mesmo spas.

Quando falamos de um SPA Urbano, vemos que as pessoas procuram relaxamento. Por isso, a tentativa é de trazer a paz e a tranquilidade que se tem em um SPA tradicional, só que isso feito dentro do espaço urbano. E por que não tirar proveito dessa necessidade? Mesmo em tratamentos estéticos podemos intercalar tratamentos relaxantes com uma filosofia mais natural.

Cresce o consumo dos produtos sustentável, produtos naturais, verduras orgânicas etc. Tire proveito dessa nova filosofia de vida, pois temos a faca e o queijo na mão e precisamos saber cortar. A eficácia de cada técnica depende do conhecimento de cada profissional.

Os produtos naturais não agridem a natureza, e utilizando a técnica e quantidade certa não prejudicaremos o corpo da cliente. Claro que devemos sempre fazer combinações multidisciplinares, pois tudo que se soma, se divide. Seu resultado ficará muito melhor, seja ele com um produto de última geração ou somente um orgânico, na qual não há nada de produtos industrializados.

Hoje, tem-se muitos estudos sobre esses produtos e sua eficácia. Na Europa, há muito os profissionais utilizam os produtos orgânicos com afinco. Sou muito otimista e acredito que o Brasil tem tudo para crescer e melhorar nessa área.

Luciana Cristina Prazeres Silva é Diretora da Studio Ônix, Consultora para clínicas de estéticas e aperfeiçoamentos na beleza, Terapeuta Aromática, Esteticista facial e corporal, Hair Dresser e Docente do Senac Mogi Guaçu (SP). silvaelima@hotmail.com 

 

Comments

comments

0 4 4151 01 janeiro, 2013 Luciana Prazeres, Marketing e Vendas janeiro 1, 2013
Luciana Prazeres

About the author

Luciana Cristina Prazeres Silva é Diretora da Studio Ônix, Consultora para clínicas de estéticas e aperfeiçoamentos na beleza, Terapeuta Aromática, Esteticista facial e corporal, Hair Dresser e Docente do Senac Mogi Guaçu (SP).

View all articles by Luciana Prazeres

Pesquisar

Parceiros

Cursos

Facebook