Cabelo danificado em salão de beleza gera danos morais à cliente

  No mês de agosto, o Juizado Especial Cível de Brasília julgou parcialmente procedente o pedido de danos morais e materiais requeridos por uma cliente de um salão de beleza que alegava falha do estabelecimento e do profissional na prestação do serviço de “luzes” contratado. Assim, estabelecimento e o profissional foram condenados, solidariamente, a pagarem …